Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Internacional
• Bolsas internacionais ensaiam movimentos positivos após execução de trégua parcial entre China e EUA
• Reino Unido e U.E. se entendem com relação ao Brexit, promovendo uma melhora de perspectiva
• Índice de sentimento do consumidor supera expectativas

Brasil
• Bolsa local tem performance positiva em função do acordo parcial entre China e EUA
• Governo federal comunica medida para cumprir o teto de gastos
• Dado sobre volume de serviços decepciona e corrobora continuidade no ciclo de cortes por parte do BC


FECHAMENTO:

Ibovespa: 1,98%; 103.831 pts
Real/Dólar: +0,04%; R$ 4,10
DI Jan/21: -10 bps; 4,55%
S&P 500: +1,09%; 2970 pts

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg

PRINCIPAIS ALTAS:

BTOW3:R$ 53,00 7,94%
QUAL3R$ 32,10 5,84%
ECOR3:R$ 14,07 5,00%

PRINCIPAIS BAIXAS:

ELET6: R$ 36,74 -2,00%
ELET3: R$ 34,80 -1,42%
MRVE3: R$ 17,88 +0,06%


CENÁRIO EXTERNO:

Mercados… Mercados acionários ao redor do mundo demonstraram otimismo frente ao avanço das negociações sino-americanas. Tanto o S&P500, índice americano, quanto o STOXX600, índice pan-europeu, registraram altas e encerraram o dia em terreno notadamente positivo. No fim do dia, o presidente americano, Donald Trump, comunicou via twitter que uma trégua parcial foi firmada entre os dois países, confirmando apostas do mercado, que acumulava ganhos a cada desenvolvimento positivo. O entendimento, alcançado ao fim das negociações, não é amplo, mas foi suficiente para sustentar o bom desempenho dos mercados ao adiar tarifas previstas para outubro e melhorar expectativas em torno de futuros avanços que abordem temas mais contenciosos.

Brexit…Do outro lado do Atlântico, um maior entendimento entre o Reino Unido e a União Europeia com relação ao Brexit promoveu uma melhora de perspectiva dos investidores da região. A Comissão Europeia concordou em intensificar as negociações do Brexit e em troca o Reino Unido aceitou manter a Irlanda do Norte em união aduaneira com os países membros do continente.

Economia americana… O índice de confiança do consumidor americano, publicado pela Universidade de Michigan, registrou um aumento na leitura preliminar de outubro, superando expectativas do mercado. O dado é positivo para perspectiva de crescimento da economia americana, uma vez que esta tem sido impulsionada principalmente pelo consumo, e traz alívio após a divulgação da bateria de indicadores de atividade mais fracos na semana passada.


BRASIL:

Mercados… A bolsa local se beneficiou da melhora verificada no exterior, voltando a se aproximar dos 104 mil pontos. Como já de se esperar, o firmamento de acordo de primeira fase entre os EUA e a China promoveu um maior apetite por ativos de risco, impulsionando o desempenho do mercado doméstico. O movimento de apreciação da moeda brasileira, que atingiu chegou a atingir máxima de R$ 4,12 mas se estabilizou em torno dos R$ 4,08, demonstrou nitidamente esta melhora. O CDS de cinco anos (medida de risco país), por sua vez, também operou em queda, reverberando em parte uma medida do governo federal que visa modificar o orçamento da união com o objetivo de aumentar as despesas discricionárias para cumprir o teto de gastos. Após dados sobre o volume de serviços virem abaixo das expectativas, elevaram-se ainda mais as apostas sobre a continuidade do ciclo de cortes na taxa de juros por parte do Copom. Naturalmente, as taxas futuras de DI precificaram está ocorrência e operaram em queda ao longo do pregão de hoje.

B2W e Magazine Luiza…As varejistas foram os principais destaques nas negociações de hoje. A boa performance dos papeis se deve à elevação do preço alvo e recomendação de compra por um renomado banco local, que ressaltou o potencial de crescimento no segmento marketplace além de estarem melhores posicionadas na distribuição logísticas dos seus produtos do que os outros players do setor.

Gol… A empresa de aviação voltou a ter um dia positivo ao longo do pregão. A boa performance do papel se deve à notícia de que a empresa discute aprofundar a parceria com a American Airlines, após o anuncio da saída da Delta Airlines como acionista da GOL e o futuro encerramento do compartilhamento de voos entre as companhias.

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Luis Gustavo Pereira Luis Gustavo Pereira

Estrategista

Graduado em Administração de Empresas pela ESPM, com pós-graduação em Economia e Setor Financeiro pela USP e MBA em Finanças pelo INSPER. Tem mais de 8 anos de experiência no mercado financeiro. Atualmente, é o estrategista da Guide Investimentos.

147 visualizações

relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami