Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Internacional 
• Investidores continuam a espera de desenvolvimentos concretos nas negociações comerciais entre China e EUA;
• Presidente do Fed de Boston reforçou preocupação sobre a perda da efetividade da política monetária nas economias desenvolvidas.

Brasil 
• Ibovespa reverte a tendência verificada na semana passada e encerra em alta
• Riscos políticos em torno da liberação de Lula arrefece ao longo da sessão.


FECHAMENTO:

Ibovespa: 108.212 (+0,54%)
Real/Dólar: 4,14 (-0,47%)
DI Jan/21: 4,53% (- 2 bps)
S&P 500: 3.086 (-0,20%)

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg

PRINCIPAIS ALTAS:

IRBR3: R$ 36,49 (+3,96%)
CIEL3: R$ 8,02 (+3,62%)
CSAN3: R$ 61,21 (+3,05%)

PRINCIPAIS BAIXAS:

BRAP4: R$ 32,37 (-2,32%)
VALE3: R$ 48,09 (-2,22%)
CVCB3: R$ 43,73 (-1,71%)


CENÁRIO EXTERNO:

Mercados…. Bolsas internacionais comportaram-se de forma mista no pregão de hoje, sem grandes oscilações. Investidores globais continuam à espera de algum fato concreto e decisivo em torno das negociações entre China e Estados Unidos. O mercado reduziu o otimismo que vinha tendo sobre o tema desde que Trump declarou que não havia concordado com a reversão de tarifas já em vigor, e o fato de que nem data nem local foram acordados para firmar a fase um do acordo tem promovido um mal-estar adicional. Este fator inercial que tem caracterizado as relações diplomáticas desde meados de outubro parece indicar que a as duas maiores economias do mundo chegaram a um impasse, e só uma indicação mais clara de progresso levará investidores a sustentar bolsas nos patamares atuais.

Rosengren defende cautela com juros…. O presidente do Fed de Boston, Eric Rosengren, disse em comunicado que, com as taxas de juros mundiais em níveis extremamente baixos, haverá poucas opções para lidar com a próxima crise. Já mencionamos em outros relatórios a maior impotência da política monetária para estimular o crescimento econômico, e a atual situação da zona do euro explicita isto de forma clara. Em um mundo onde a política de juros já não tem o mesmo impacto que tinha alguns anos atrás, a política fiscal é a única ferramenta restante para estimular o crescimento. Acontece que com o atual elevado nível de endividamento das economias ao redor do globo, até a utilização desta poderosa ferramenta deverá ser restrita.


BRASIL:

Mercados… O Ibovespa, ao contrário do que se verificou no final da semana passada, voltou a registrar uma variação positiva nas negociações de hoje. O principal driver, na ausência de notícias relevantes, foi um movimento de correção após queda acentuada da última 6ªF. A percepção de risco em torno da libertação do ex-presidente Lula, por sua vez, foi amenizado ao longo da sessão, o que acabou por ocasionar uma valorização de 0,5% do real contra o dólar – a maior alta dentre as moedas emergentes. As taxas futuras de DI, por sua vez, voltaram a operar em queda após sucessivas altas na semana passada. Este movimento de queda explica-se em função da baixa do dólar, assim como da expectativa de mais um corte de 50 pontos base na taxa básica de juros pelo Copom em dezembro.

IRB…. A empresa de resseguros configurou o melhor desempenho ao longo do pregão de hoje. Investidores apreciaram resultados financeiras bastantes expressivos. Após registar um aumento de 28,9% em seu lucro do 3T2019 com relação ao mesmo período do ano passado, a empresa destacou a expansão de prêmios emitidos no exterior. O crescimento das operações internacionais, de acordo com José Carlos Cardoso, presidente da companhia, segue uma estratégia de reduzir a dependência de apenas um mercado.

Vale…. A mineradora, por sua vez, situou-se na ponta negativa. O fraco desempenho do papel ao longo da sessão deve-se ao fato de que a empresa cortou as projeções para produção de cobre e de vendas de minério de ferro e pelotas para 2019. A baixa do dólar também teve contribuição marginal para a queda do papel.

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Luis Gustavo Pereira Luis Gustavo Pereira

Estrategista

Graduado em Administração de Empresas pela ESPM, com pós-graduação em Economia e Setor Financeiro pela USP e MBA em Finanças pelo INSPER. Tem mais de 8 anos de experiência no mercado financeiro. Atualmente, é o estrategista da Guide Investimentos.

115 visualizações

relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami