Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Internacional
• Bolsas internacionais encerram sem direções claras;
• Dúvida em torno da força dos estímulos que serão anunciados pelo BCE impulsionam yields de títulos na Europa e nos EUA;
• Commodities iniciam a semana com fortes ganhos após anuncio de novos estímulos por parte da China.

Brasil
• Ibovespa subiu na sessão de hoje, com destaque para papéis relacionados à commodities;
• Após iniciar em forte alta, o índice encerra a semana com ganhos modestos, influenciado por piora no exterior e desempenho fraco do setor de varejo.


FECHAMENTO:

Ibovespa: +0,24%; 103.181 pts
Real/Dólar: -1,17%; R$ 4,06
DI Jan/21: -3 bps; 5,36%
S&P 500: +0,09%; 2.978 pts

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg

PRINCIPAIS ALTAS:

USIM5: R$ 8,29 (+8,08%)
SUZB3: R$ 31,62 (+6,57%)
GGBR4: R$ 13,11 (+5,47%)

PRINCIPAIS BAIXAS:

CYRE3: R$ 21,90 (-6,41%)
BTOW3: R$ 43,50 (-5,64%)
VVAR3: R$ 7,01 (-5,01%)


CENÁRIO EXTERNO:

Mercados… Bolsas internacionais encerraram mistas, com investidores ajustando apostas em torno dos estímulos que serão anunciados para o BCE após a reunião de política monetária na 5ªF. Em função disso, yields dos títulos do governo avançaram nos EUA e na Zona do Euro, e o dólar (DXY) seguiu se valorizando contra seus principais pares. Na frente das commodities, ativos tiveram dia de forte valorização, repercutindo os novos estímulos anunciados pela China. O petróleo (Brent crude) acumulou ganho de 2,0% na sessão, e voltou a ser negociado próximo dos US$ 63,00/barril. 


BRASIL:

Mercados… O Ibovespa operou impulsionado pelo forte desempenho de papeis relacionados a commodities nesta 2ªF. O índice chegou a superar os 104 mil pontos, mas encerrou mais próximo dos 103 mil, reflexo de uma piora no exterior e do fraco desempenho do setor de varejo na sessão. Seguindo um movimento de crescimento dos yields de títulos do governo americano, o dólar voltou a se valorizar de forma mais acentuada contra moedas emergentes, dentre as quais o real teve o pior desempenho (-0,9%).  Os juros futuros operam perto da estabilidade, com leve queda nos vértices mais curtos e avanços nos mais longos. O CDS de 5 anos, ativo que mede a percepção de risco país, que fechou estável em torno dos 123 pontos base.

Commodities… As ações de companhias mais cíclicas tiveram forte valorização nesta sessão, em linha com a alta das commodities, e redução com riscos envolvendo as negociais comerciais globais. Vale notar: Usiminas subiu mais de 8%, enquanto Gerdau avançou mais de 5% e Vale terminou o pregão com 3% de ganhos. Suzano também encerrou a sessão com mais de 6% positivo. 

Bancos… Ainda nos destaques positivos, os bancos tiveram nova rodada de valorização nesta 2ª feira, na expectativa da redução dos depósitos compulsórios, depois do discurso do presidente do BC, Roberto Campos, na semana passada. Banco Pan, em especial, subiu mais de 7%, com noticiário envolvendo nova oferta de ações.

Varejistas em baixa… As varejistas foram destaque negativo nesta sessão, em um movimento de realização de ganhos. Outro destaque foi a queda de JBS (-3%). Mais cedo, a China anunciou algumas unidades habilitadas a exportar carnes para a o país asiático. A JBS, entretanto, não tem nenhuma planta habilitada.

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Luis Gustavo Pereira Luis Gustavo Pereira

Estrategista

Graduado em Administração de Empresas pela ESPM, com pós-graduação em Economia e Setor Financeiro pela USP e MBA em Finanças pelo INSPER. Tem mais de 8 anos de experiência no mercado financeiro. Atualmente, é o estrategista da Guide Investimentos.

141 visualizações

relacionados

Bitnami