Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Internacional 
• Bolsas globais dão continuidade aos movimentos de alta
• Economia europeia registra estabilidade na taxa de desemprego
• Indústria alemã continua fraca

Brasil 
• Ibovespa fecha em território negativo pelo quinto dia consecutivo
• Produção industrial decepciona investidores


FECHAMENTO:

Ibovespa: 116.008 (-0,21%)
BR$/US$: 4,08 (+0,62%)
DI Jan/21: 4,44% (-1,5 bps)
S&P 500: 3.274 (+0,67%)

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg

PRINCIPAIS ALTAS:

BTOW3: 68,04 (+5,34%)
IRBR3: 41,15 (+3,86%)
MGLU3: 52,08 (+3,56%)

PRINCIPAIS BAIXAS:

CIEL3: 7,33 (-6,39%)
CCRO3: 18,11 (-2,58%)
BBAS3: 50,95 (-2,24%)


CENÁRIO EXTERNO:

Mercados… Bolsas globais acompanharam a tendência verificada ao longo do pregão de ontem e fecharam o dia em território positivo. Tanto o S&P500, índice americano, quanto o STOXX600, índice pan-europeu, continuaram repercutindo um menor grau de cautela face ao leve apaziguamento de tensões em torno das tensões entre Irã e EUA. Em comunicado à imprensa americana hoje, Trump reiterou as considerações feitas no anúncio de ontem, onde reforçou seu apoio à decisão de matar o General Soleimani, assim como sua preocupação face a um futuro desenvolvimento de armas nucleares por parte do país árabe.

Economia europeia…. Em um dia fraco de indicadores para a o Velho Continente, o destaque ficou com a produção industrial na Alemanha e a taxa de desemprego na zona como um todo. Enquanto o segundo demonstrou estabilidade ao voltar a catalogar, pela segunda vez seguida, uma taxa de desemprego de 7,5%, o primeiro registrou um aumento de 1,1% no mês de novembro, ante estimativas de um avanço de 0,8%. O avanço na indústria alemã deu-se principalmente em função de um aumento vigoroso, na ordem de 2,4%, na produção de bens de capital. A redução de tensões em torno dos principais pontos de tensão (Brexit e disputa comercial), assim como o avanço contínuo nos índices de confiança, junto ao aumento nos gastos do governo alemão, devem pressionar positivamente o avanço do setor nos próximos meses.


BRASIL:

Mercados… Novamente na contramão das bolsas no exterior, o Ibovespa operou e fechou o dia em território negativo. Ao todo, a bolsa local caiu abaixo do limiar de 116 mil pontos, refletindo movimentos de realização na falta de novos desenvolvimentos no ambiente local. O setor industrial registrou a 3ª maior baixa, refletindo a fraca performance da PIM (Pesquisa da Indústria Mensal), divulgada pelo IBGE hoje de manhã. O resultado bastante negativo do setor industrial, que catalogou uma queda de 1,2% em novembro, também imprimiu efeito relevante sobre o mercado cambial e de juros. Ao longo da sessão, o real sofreu uma desvalorização frente ao dólar, enquanto as taxas, ao longo de todos os vértices, fecharam. O CDS de cinco anos (medida de risco-páis) continuou a operar em queda, refletindo o destaque, feito por Adolfo Sachsida, secretário de política econômica do Ministério de Economia, de que a relação dívida/PIB deve cair ao longo dos próximos anos.

Atividade econômica…. Parte da baixa na bolsa ao longo das negociações deve-se à decepção pela qual investidores passaram ao observar o dado de produção industrial. Após uma leva de dados positivos dos setores de serviços e varejista nos últimos meses, a PIM colocou um leve freio sobre as expectativas em torno do crescimento econômico brasileiro. Ao decompor o índice, observa-se que o setor de bens duráveis registrou o pior desempenho entre todos os segmentos. Este resultado acabou refletindo a performance do setor automobilístico, que tem sido severamente penalizado pela retração da demanda argentina. Além disto, o resultado pífio dos leilões da cessão onerosa, que ocorrem no dia 6 de novembro, também ocasionaram a formação de expectativas pessimistas no setor extrativo, travando o investimento do mesmo.

B2W… A empresa liderou o dia positivo para as varejistas. Os dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) divulgados hoje, trouxeram a informação de que os níveis de inadimplência seguem controlados. Além disso, as varejistas que possuem aplicativos de pagamentos digitais se beneficiaram da fala de Campos Neto, onde afirmou que o open banking, que vai permitir pagamentos instantâneos, deve ser concluído ainda em 2020.

Cielo… O papel sofreu forte queda nessa quinta-feira. O movimento foi decorrente da redução na recomendação de algumas casas de análise, receosas quanto a pressão sobre os lucros da empresa.

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Conrado Magalhães
[email protected]

Alejandro Ortiz Cruceno
[email protected]

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável  por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Luis Gustavo Pereira Luis Gustavo Pereira

Estrategista

Graduado em Administração de Empresas pela ESPM, com pós-graduação em Economia e Setor Financeiro pela USP e MBA em Finanças pelo INSPER. Tem mais de 8 anos de experiência no mercado financeiro. Atualmente, é o estrategista da Guide Investimentos.

105 visualizações

relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami