Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Internacional
• Bolsas internacionais operaram sem direção única;
• O mundo fica a espera dos resultados do novo encontro entre negociadores de Washington e Pequim.

Brasil
• Bolsa local ficou à mercê da dinâmica no exterior e operou em queda ao longo das negociações;
• Frustração com relação ao progresso da reforma da Previdência intensifica queda do Ibovespa na sessão.


FECHAMENTO:

Ibovespa: +1,93%; 100.573 pts
Real/Dólar: +1,81%; R$ 4,10
DI Jan/21: +1 bps; 4,87%
S&P 500: +0,45%; 2.938 pts

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg

PRINCIPAIS ALTAS:

RADL3:R$ 102,13 (+0,62%)

PRINCIPAIS BAIXAS:

ELET3: R$ 35,78 (-7,80%)
ELET6: R$ 38,28 (-6,61%)
SBSP3: R$ 48,47 (-4,10%)


CENÁRIO EXTERNO:

Mercados… O comportamento sem rumo das bolsas ilustrou a ansiedade com a qual investidores tem avaliado o futuro desenvolvimento do cenário internacional, principalmente no que se refere à disputa comercial entre China e Estados Unidos. Notícias ao redor do tema tem movimentado a bolsa americana. Por um lado, a notícia de que a China resiste um acordo mais amplo gerou perdas na bolsa. Por outro, o anúncio da Casa Branca de que a deslistagem de empresas chinesas da bolsa americana está fora da mesa contribuiu para a reversão do movimento ao fim do pregão. De qualquer forma, como já há a imposição de novas tarifas previstas para o dia 15 de outubro e a Casa Branca tem mantido um discurso extremamente incoerente com relação a sua política comercial, não há muito o que se esperar em termos da execução de uma trégua entre as duas maiores economias globais.


BRASIL:

Mercados… O Ibovespa operou com tendência notadamente negativa ao longo das negociações de hoje. Contagiada pelo sentimento de incerteza que paira sobre a economia global, a bolsa brasileira encerrou o dia no vermelho. A moeda brasileira perdeu força com relação ao dólar nas negociações de hoje e voltou a operar acima de R$ 4,10, com o CDS de cinco anos (medida de risco-país) andando na mesma direção. O movimento de maior aversão ao risco se intensificou após mais um adiamento da votação de segundo turno Reforma da Previdência. As taxas de DI, por sua vez, operaram em alta, reflexo deste maior sentimento de cautela e aversão dos investidores.

Previdência… Em função de desentendimentos com relação à repartição de recursos do pré-sal junto e de uma excursão de senadores ao vaticano, a votação em segundo turno da reforma foi postergada para o dia 22 deste mês. Para um país que está em estado de urgência com relação à saúde das contas públicas, mais um atraso da reforma considerada como essencial para um programa de ajuste maior naturalmente promoveu um maior nível de receio entre investidores.

Raia Drogasil… O papel da gigante farmacêutica foi o único com destaque positivo ao longo das negociações. O desempenho do papel deve-se a dois distintos acontecimentos. Em primeiro lugar, a notícia de que a empresa irá abrir 240 novas lojas em 2020 continuou repercutindo nas negociações de hoje. Além disto, recebeu melhora de recomendação por algumas casas locais.

Eletrobrás… . A distribuidora de energia teve a pior performance do dia. O desempenho pífio da estatal deve-se em função de uma mudança na forma como a estatal pretende captar recursos. Antes, investidores contavam com uma injeção por parte da União, agora ocorre o contrário. Investidores minoritários terão de arcar com um aumento no fluxo de capital para a empresa. O objetivo, de acordo com o governo, é elevar o valor que a União tem a receber na forma de dividendos.

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Luis Gustavo Pereira Luis Gustavo Pereira

Estrategista

Graduado em Administração de Empresas pela ESPM, com pós-graduação em Economia e Setor Financeiro pela USP e MBA em Finanças pelo INSPER. Tem mais de 8 anos de experiência no mercado financeiro. Atualmente, é o estrategista da Guide Investimentos.

126 visualizações

relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami