Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Internacional 
• Bolsas internacionais operaram em queda;
• Morte de médico chinês eleva crise do governo chinês;
• Produção industrial alemã cai 3,5% em dezembro;
• Economia americana cria 225 mil vagas em janeiro.

Brasil 
• Ibovespa reverte ganhos ao longo do dia e fecha a semana pior do que começou;
• Dólar testa novo patamar ao registrar o R$ 4,32/US$;
• IPCA desacelera para 0,21% em janeiro.


FECHAMENTO:

Ibovespa: 113.796 (-1,23%)
BR$/US$: 4,31 (+0,82%)
DI Jan/27: 6,55% (+8 bps)
S&P500: 3.327 (-0,54%)

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg

PRINCIPAIS ALTAS:

BBSE3: R$ 35,36 (+1,61%)
HYPE3: R$ 38,63 (+1,52%)
ITUB4: R$ 33,71 (+1,29%)

PRINCIPAIS BAIXAS:

IRBR3: R$ 39,53 (-7,32%)
MRVE3: R$ 20,03 (-5,07%)
BTOW3: R$ 67,96 (-4,95%)


CENÁRIO EXTERNO:

Mercados… Bolsas internacionais não conseguiram sustentar as altas verificadas ao longo do início da semana e operaram em queda. Ao todo, o S&P500, índice americano, assim como o STOXX600, índice pan-europeu, caíram 0,54% e 0,3%.

Coronavírus… Os mais recentes desenvolvimentos em torno da nova pandemia que assola o mundo ameaçam se intensificar. Milhares de cidadãos chineses em Hubei, província onde a disseminação do vírus tomou forma, protestaram contra a forma com que a crise de saúde pública foi abordada pelas autoridades chinesas.

Xi sob pressão… A morte de um médico que foi silenciado por reforçar a seriedade da soença no final do ano passado reverberou intensamente na mente da sociedade civil chinesa. Li Wenliang, de 34 anos, alertou às mídias sociais no dia 30 de dezembro sobre uma perigosa e desconhecida forma de pneumonia, apenas para depois ser isolado e taxado como “formador de rumores” pelo governo chinês. Depois que o médico contraiu o vírus, o estado o utilizou como um instrumento de propagando ao tratar de pintá-lo como um herói; algo que enfureceu ainda mais civis chineses. Este novo desdobramento cria mais um canal de desafio para Xi Jinping, premiê do PCC (Partido Comunista da China), e vai na contramão de seu discurso, evidenciando que as afirmações advindas de seu gabinete não contêm a veracidade desejada e esperada pela comunidade internacional.

Economia alemã… A maior economia da Europa reverteu as expectativas mais otimistas ao registrar uma robusta queda de 3,5% em sua produção industrial no mês de dezembro. Por mais que índices de expectativas prospectivos como os PMI´s tenham sinalizado que a economia está finalmente se estabilizando, a divulgação deste dado parece indicar que a economia alemã contraiu no último trimestre de 2019. Se por um lado a oficialização do acordo sino-americano criou uma luz no fim do túnel, o surgimento do coronavírus e seu consequente efeito sobre a demanda por exportações alemãs, além de uma possível elevação de tensões comerciais entre os EUA e a EU, ameaçam apagá-la por completo. Assim, os resultados fracos da maior economia da Europa devem reforçar o desejo daqueles que argumentam em prol da implementação de políticas econômicas anticíclicas, como um aumento nos gastos do governo ou uma redução de tributos.

Economia americana… O relatório de emprego publicado hoje voltou a surpreender expectativas e corroborou com os dados fortes do ADP divulgados no início da semana. A economia americana criou 225 mil vagas em janeiro, com ganhos notáveis no setor de construção, saúde e transportes. O desemprego catalogou uma taxa de 3,6%, refletindo diretamente a elevação na taxa de participação, cujo aumento foi na ordem de 0,2 p.p.. Este último fato, de acordo com Powell (presidente do Fed), é um dos fatores que tem pressionado os salários – importante determinante da inflação – para baixo, complicando a vida das autoridades monetárias. A média de ganhos por hora, isto é, o avanço nos rendimentos do trabalho, passaram por um aumento de 3,1% em termos anuais, repercutindo os avanços na produtividade do trabalho, que registrou um avanço de 1,4% no 4T19.


BRASIL:

Mercados… O Ibovespa deu sequência aos movimentos de queda verificados ao longo do pregão de ontem e encerrou abaixo dos 114 mil pontos. A bolsa local pena para ganhar tração na esteira de um cenário externo incerto, enquanto o dólar continua ganhando força contra o real no mercado cambial, reflexo do que está sendo verificado para a moeda americana no cenário internacional. Um estudo divulgado pela Oxford Economics, que mostrou que o Brasil é um dos países com maior exposição a problemas de fornecimento de produtos chineses. Em função da maior preocupação com a atividade, as taxas fecharam nos vértices curtos. O CDS de cinco anos, medida de risco-país, ficou em torno dos 100 pontos base, ainda sem driver relevante nestas primeiras semanas da volta do Congresso.

Atividade econômica… O destaque do dia ficou com a divulgação do IPCA para o mês de janeiro. Ao desacelerar para 0,21% ante 1,15% em dezembro, a inflação acumulada registra um avanço anual de 4,19% até o momento. O principal responsável por essa redução foi a categoria de alimentação, que registrou alta de 0,20%, após avançar 1,01% em novembro e 4,69% em dezembro. O arrefecimento deste componente acompanha o fim da pressão sobre o preço das carnes, que passou a impulsionar o dado a partir de novembro. Para os próximos meses, esperamos uma redução de ritmo adicional para a inflação, assim como a manutenção da dinâmica confortável ilustrada pela média suavizada dos núcleos (+3,15% no acumulado em 12 meses).

Carrefour… A empresa foi um dos principais destaques positivos do índice hoje. A notícia de que controlador do Atacadão está negociando a compra da operação do Makro no Brasil promoveu gás ao papel na sessão. O banco Rothschild está assessorando a operação.

Lojas Renner… A varejista reportou resultados positivos referentes ao 4T19. Com lucro em 2019 de R$ 1,1 bilhão (+7,7% a/a) refletindo o desempenho da empresa no Natal e na Black Friday, além de uma melhora da alavancagem operacional.

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Conrado Magalhães
[email protected]

Alejandro Ortiz Cruceno
[email protected]

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável  por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
160 visualizações

relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami